publicidade
Terça, 10 de Outubro de 2017 - 22h42
Uruguai goleia a Bolívia e se garante na Copa do Mundo
Band.com
Cavani foi o autor do segundo dos quatro gols do Uruguai (Foto: Andres Stapff/Reuters)

A seleção do Uruguai está mais uma vez em uma Copa do Mundo. E com méritos. Nesta terça-feira, diante de um estádio Centenário lotado de fanáticos torcedores, em Montevidéu, os uruguaios tomaram um susto no início, mas se recuperaram em campo e derrotaram a Bolívia por 4 a 2, pela 18.ª e última rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial de 2018, que será na Rússia.

Com 31 pontos, o Uruguai fez uma campanha consistente nas Eliminatórias e, mesmo com a vaga sendo assegurada somente na última rodada, não passou sustos. Terminou na segunda colocação, só atrás do Brasil, que fez 10 pontos a mais. A Bolívia, sem ir a um Mundial desde 1994, fechou o qualificatório sul-americano na nona e penúltima posição, com 14 pontos, à frente apenas da Venezuela.

Em campo, o Uruguai tomou a iniciativa de atacar a todo o instante para não correr o risco de ser derrotado e, com uma combinação de resultados, ter de ir à repescagem. Criou algumas boas chances, mas levou um enorme susto aos 23 minutos com um gol contra bizarro. Sagredo cobrou lateral pela esquerda dentro da área, o centroavante Marcelo Moreno tocou de cabeça para trás e Godín, na tentativa de tirar a bola, chutou em cima de Gastón Silva. Muslera só ficou olhando a bola entrar no seu canto direito.

Como é uma equipe formada por jogadores experientes, o Uruguai não pareceu sentir o gol contra. Seguiu atacando e conseguiu ir para o intervalo em vantagem no placar. Aos 38 minutos, Martín Cáceres apareceu na área como um centroavante e empatou. Pouco depois, aos 41, Gastón Silva cruzou da esquerda e Cavani cabeceou com força no canto direito de Lampe para fazer o segundo.

Com o placar favorável, o Uruguai aproveitou os espaços dados pelos bolivianos no segundo tempo para confirmarem a vitória e a classificação ao Mundial. E contou com o faro de gol de Luis Suárez, por duas vezes, para isso. Aos 14 minutos, o atacante do Barcelona recebeu livre na intermediária e, na entrada da área, tocou na saída de Lampe. E, aos 30, driblou um zagueiro na área e chutou cruzado no canto direito do goleiro rival.

Ainda deu tempo para o Uruguai mais uma vez. E mais uma vez contra. Aos 33 minutos, Godín tentou cortar um lançamento na área e tocou para trás de cabeça. A bola encobriu Muslera e entrou. Mas nada que impedisse a grande festa dos jogadores, comissão técnica e torcedores no estádio Centenário.

publicidade


© Copyright 2014-2016 - CenárioMS - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: Ribero Design

(67) 9979-5354