publicidade
Segunda, 12 de Junho de 2017 - 14h05
Eduardo Costa responde a críticas de racismo: "Povo chato do cara..."
Eduardo Costa decidiu desabafar sobre as
acusações de racismo

Eduardo Costa decidiu desabafar sobre as acusações de racismo que sofreu depois de chamar um amigo de “crioulo”, "tiziu", entre outros nomes. Neste sábado (10), o sertanejo publicou vídeos para se defender.

Visivelmente irritado, o cantor afirmou que tem a liberdade de chamar os amigos por apelidos e ainda disse que o mundo está muito chato. Ele também contou que tem 30 profissionais negros em sua equipe.

“Sou da geração dos anos 90, quando todos colocávamos apelidos nas pessoas e ninguém tava preocupado se ia ser processado, se alguém ia aparecer falando que era racismo… A gente vive numa época em que tudo que você expressa ou fala, as pessoas levam ao pé da letra, sabe? Tudo é preconceito, racismo… vão caçar uns siris, se preocupar com coisas maiores, rezar, procurar Deus, é isso que tá faltando pras pessoas. Que povo chato do cara…”, afirmou.

Em seguida, Eduardo ainda fez uma comparação polêmica para fortalecer seu discurso: “Se você vai pra cama com uma mulher e essa mulher gosta de tomar uns tapas e você bate nela. Você está sendo agressor? Claro que não! É um jeito que vocês se entenderam, então tudo certo. A maldade não está na boca de quem fala, está no ouvido de quem ouve”.

Cabe lembrar que, depois da foto ser publicada, o artista recebeu vários comentários negativos. “Racismo polido“, escreveu um seguidor. “Xingar usando sua cor de pele pra te ofender, mesmo brincando, é um ato racista”, disse outro. “Um branco quer me dizer o que é racismo? Ah, vai estudar”, disparou um terceiro.

publicidade


© Copyright 2014-2016 - CenárioMS - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: Ribero Design

(67) 9979-5354