publicidade
Terça, 09 de Janeiro de 2018 - 18h21
Bataguassu: no Jardim Santa Rosa, chuva transforma ruas em 'rio' e deixa moradores ‘ilhados’ em casa
Diego Oliveira
Redação Cenário MS

Devido os prejuízos causados pela chuva, Bataguassu passou a integrar no inicio deste ano a lista dos 13 municípios do Estado que estão em situação de emergência. As pancadas de chuva que caem na região desde o primeiro dia do ano, causou desmoronamento na MS-338, que liga a cidade a Santa Rita do Pardo, interrompendo por três dias o tráfego de veículos pesados na rodovia. O transtorno vivenciado pelos caminhoneiros que usam a pista para ir e vir de Campo Grande, não foi a única dificuldade enfrentada pelos moradores do município. O alagamento de ruas do Jardim Santa Rosa, impressionou os habitantes do bairro que se viram em meio a um 'rio' que passava na porta de suas casas. 

O problema de alagamento em dias de chuva e a falta de infraestrutura, já vem sendo enfrentado pelo moradores do bairro desde do inicio do loteamento. Em 2016, a prefeitura de Bataguassu realizou a pavimentação de 10 vias do local, que recebeu investimentos na ordem de R$ 1.439.782,41 milhão.

No entanto, devido a necessidade de obras de drenagem as ruas Jasmim, Hortência, que sempre foram as que mais sofreram nos períodos chuvosos, e parte das vias Camélia e Flamboyant não receberam as melhorias na primeira fase da pavimentação. O Jardim Santa Rosa ainda conta com outras cinco ruas sem asfalto; Azaléia, Violeta, Primavera, Ipê e Comigo-Ninguém- Pode.

Há uma semana, diversos vídeos de moradores mostraram a complexabilidade do problema após chuva que caiu durante a tarde no município. Ruas que mais pareciam rios levaram os internautas a revolta e indignação.

Em um dos vídeos publicados no dia 02 de janeiro, é possível observar a força da correnteza no cruzamento das vias Jasmim e Camélia. Confira abaixo.

 

Os habitantes questionam o poder público municipal, que segundo eles tem adiado a solução dos transtornos com obras de patrolamento que não vem resolvendo o incômodo.

Se já não bastasse o problema das enxurradas, após as águas abaixarem as ruas ficam intransitável pelo acúmulo de areia e buracos e os moradores ficam 'ilhados' sem conseguir sair de casa.

Até pedestres enfrentam dificuldades para caminhar pelas ruas do bairro - Foto: Cenário MS
Moradores estão sem conseguir sair de casa com seus veículos - Foto: Cenário MS

Em julho de 2017, o Jornal Cenário MS noticiou o recebimento de recursos para Bataguassu no valor de R$ 500 mil para realização de drenagem e pavimentação destinado pelo Senador Pedro Chaves. Na época, Chaves informou que os recursos foram empenhados e que cabia a prefeitura dar continuidade à tramitação dos projetos junto à Caixa Econômica Federal, fazer a licitação e iniciar as obras.

Areia fica acumulada nas ruas depois da enxurrada -  Foto: Cenário MS

A população local ainda questiona outros recursos recebidos pelo município no ano passado, como a verba indenizatória da CESP (Companhia Energética de São Paulo), de R$ 27.143.909,21 milhões, que está  depositada em conta pública desde de Agosto de 2017.

Continuação da pavimentação é esperada pelos moradores há quase dois anos - Foto: Cenário MS

Sem resposta

O Jornal Cenário MS tentou contato por e-mail com a assessoria de comunicação da prefeitura para que fosse esclarecido se existe algum projeto para a obra de asfalto e drenagem no bairro e se há previsão para que o problema seja solucionado, no entanto a prefeitura não se manisfestou. Enquanto isso a população aguarda uma solução.

Valeta aberta na Rua Camélia no Jardim Santa Rosa - Foto: Thiago Quirino

Visita da vice- governadora

A vice-governadora Rose Modesto assumiu o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul nesta segunda-feira (8), data em que o governador Reinaldo Azambuja saiu de férias. Ela terá a chefia do Executivo Estadual até o dia 26 de janeiro.

Já nos primeiros dias de administração, Rose visitará municípios que encontram-se em situação de emergência, devido à chuva,  como o caso de Bataguassu.

Previsão do tempo

A semana já começou chuvosa novamente e a previsão é de mais chuva para os próximos dez dias, o que pode aumentar a dificuldade de acesso aos moradores afetados pelo tempo. Segundo o Instituto Meteorológico, Clima Tempo, em Bataguassu deve chover até o dia 18 deste mês 150 mm. Após este período o sol deve voltar a aparecer com elevação da temperatura. 

publicidade


© Copyright 2014-2016 - CenárioMS - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: Ribero Design

(67) 9979-5354